sábado, 10 de setembro de 2005


"Você, meu grande herói, mais poderoso que o inimigo. Você, constante amigo, meu distante companheiro. Você que o tempo inteiro não tem medo do perigo, não."
(Toquinho)

Aquilo foi a gota d'água! Ele já havia se acostumado a perder seu lugar, já estava pensando no resto da sua vidinha que havia pela frente, o mundo é mau e não gosta dele!

E ELE também é mau... criatura odiosa, invejosa, indesejável que chegou neste mundo...Ocupou seu espaço, levou suas coisas, roubou os holofotes todod para sua direção... Mas esta última, certamente, foi o FIM! O que fazer, agora?

Pegá-lo e jogá-lo pelo telhadp? Não muito radical... e ele é pesado pacas! Queimá-lo? Não... nem ele é mau o suficiente pra merecer tal coisa. De qualquer modo, como é que se mexe num fogão? Oras, a melhor solução é sempre fazer valer a sua força!

Primeiro, levanta-se silenciosamente... sorrateiramente, vai-se ao destino... E....

TOMA!

PEGA!

TAPA!

CHORO!

- Mas que gritaria é essa?

- Não sei, mamãe...

- Você bateu no seu irmão de novo?

- Ele tem que aprender a parar de roubar o que é MEU!

- Ele é seu irmão mais novo! E o senhorzinho já está bem velho pra usar chupeta!

5 comentários:

karllos disse...

comecei a ler seu texto pensando uma coisa completamente diferente, mas adorei o final, eh bem engraçado!! abraço!!

TH disse...

Hilário..ah, é por isso q o Tom é tão beiçudo..kkkk

Felipe Policarpo disse...

As crianças mal sabem o quão mais injusto é o mundo fora de casa...

Milton disse...

História simples, mas que mostra o quanto nós somos difíceis, e por que não dizer egoístas, em dividir ou ceder o que consideramos ser só nosso. Será que isso já vem do berço? Certamente teríamos um mundo melhor se esse egoísmo desse lugar à solidariedade, ao companheirismo...

Daniel Henrique disse...

Boa noite, tudo bem?
Muito legal o texto, disperta uma grande curiosidade.
O final é engraçado - ou triste, não sei, pq realmente sentimos esse tal ciumes...
Até mais...
=]